A Reconcentração de Weyler

La reconcentración de Weyler

Dados gerais sobre o autor da Reconcentração de Weyler.

A reconcentração de Weyler transcendeu na história de Cuba como um dos actos mais criminais dos realizados pela Colónia Espanhola contra o povo de Cuba e surge como medida disciplinar perante os êxitos revolucionários cubanos na guerra pela independência. O executor deste método de extermínio humano maciço foi Valeriano Weyler, o qual tinha sido instaurado como novo capitão-general na Ilha e que foi um destacado militar espanhol que atingiu o grau de Tenente-General lutando com os liberais contra os absolutistas durante as Guerras Carlistas. Nesta contenda ganhou a maior condecoração militar espanhola: a Cruz Laureada de San Fernando, daí a confiança depositada nele pela Coroa espanhola para dar cabo da rebelião mambisa na Ilha de Cuba.

Impactos e conseqüências da Reconcentração de Weyler.

A metrópole espanhola na sua busca desesperada duma solução ao conflito militar na ilha de Cuba recorreu a um militar de experiência, devido a que anteriormente à sua nominação, em Fevereiro de 1896 por Cánovas del Castillo como Capitão-General de Cuba, Weyler tinha sido das Canárias, Catalunha, Vascongadas, Baleares e desde 1883 das Filipinas. O governo de Valeriano Weyler na Grande Antilha é conhecido pela sua eficácia militar apesar da sua crueldade, que adequadamente publicada pela imprensa dos Estados Unidos fez ganhar impopularidade internacional para a Espanha. Em 1897, ao chegar à Ilha, instaurou um governo que reprimiu todos os colaboradores do Exército Libertador. Assim surgem medidas que eram práticas que já tinham sido realizadas em conflitos similares: a concentração, para evitar o apoio ao inimigo. Como resultado destas medidas da reconcentração de Weyler morreu uma grande quantidade de cubanos, a imensa maioria mulheres, crianças e idosos. Calcula-se que aproximadamente cerca de 20 por cento da população cubana foi exterminada. Embora das posições cubanas se indique as vítimas foram em números superiores às 400 mil, outros dados apontam a um número de 300 mil cubanos deslocados e 100 mil falecidos vítimas da fome e das doenças.

Fracasso da Reconcentração de Weyler como política colonial

Apesar da eficácia militar da Reconcentração de Weyler, Espanha não conseguiu derrotar os insurrectos, e a metrópole, cedendo às pressões pela crueldade das medidas, substitui Weyler do comando, em Outubro de 1897, como uma das primeiras actuações de Sagasta, ao ocupar novamente o cargo de Presidente do Conselho de Ministros da Espanha, após o assassinato de Cánovas del Castillo. Esta mudança provocou que os lutadores independentistas cubanos avançassem nas suas posições. Finalmente, os estadunidenses, que desde o início das guerras de libertação dos cubanos, em 1868 tinham estado a ajudar aos europeus, oferecem aos cubanos a sua ajuda aparentemente desinteressada para acabar de derrotar a Espanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.