O transporte em Cuba

O transporte em Cuba
O transporte em Cuba

A infra-estrutura do transporte em Cuba

O transporte em Cuba possui uma desenvolvida rede viária para a circulação do transporte automotor que atinge os 52.202 km, dos quais 17.212 km estão pavimentados. Deles 11.450 são vias classificadas como de interesse nacional, incluindo 654 km de auto-estradas e 400 km de outras vias expressas multicarris e 1.435 da Estrada Central. Esta rede abrange todas as províncias e cidades do país. O país possui, além do mais, uma extensa rede de caminhos-de-ferro com 8.193 km de longitude que percorre todas as capitais provinciais e os principais portos. A empresa estatal encarregada da rede ferroviária é Ferrocarriles de Cuba e para o transporte público ainda se empregam comboios de há mais de vinte anos, embora ao país estejam chegando novos equipamentos procedentes da China e do Irão. Existem serviços de comboios desde Havana a Pinar del Río e a Guantánamo, atravessando o país todo. Cuba também emprega a aviação para o transporte de público embora seja relativamente pouco utilizada no âmbito nacional comparado com os outros meios de transporte que existem na Ilha. Há uma dezena de aeroportos com voos regulares para Havana e os aeroportos internacionais mais importantes estão em Havana, Varadero, Holguín e Santiago de Cuba. As companhias aéreas nacionais são Cubana de Aviación, Aerogaviota, AeroCaribbean, AeroVaradero e Aerotaxi.

Viaturas usadas mais frequentemente no transporte em Cuba

O transporte mais utilizado em Cuba pelos cubanos é o autocarro. Para o transporte de passageiros existem duas empresas estatais fundamentais a cargo desta actividade: Viazul, que opera em pesos cubanos conversíveis (CUCs), com serviço fundamentalmente para estrangeiros; e a Astro que opera em pesos cubanos (CUPs), somente destinado ao transporte de nacionais cubanos. Ambas as empresas contam com modernos autocarros marca Mercedes-Benz e Yutong. Estas empresas desempenham-se em nível interprovincial principalmente. No transporte urbano utilizam-se outros meios de transporte. Os autocarros rígidos podem ser observados nas principais cidades enquanto os autocarros atrelados encontram-se em Havana principalmente. Os populares “Camelos” foram retirados progressivamente mas ainda podem ser observados a fazer rotas médias, como por exemplo o que faz a rota Jaguey Grande–Matanzas e algumas pequenas carrinhas que interligam centros urbanos.

Alguns dados gerais sobre o transporte em Cuba

O transporte em Cuba viu-se deteriorado pelo envelhecimento e pela impossibilidade de adquirir novos equipamentos e peças sobresselentes, por causa do embargo económico dos Estados Unidos. Nas cidades, ainda é comum ver carros estadunidenses de finais da década de 1950. Nas décadas dos anos 1970 e 1980 foram importados carros dos países socialistas, sendo muito populares as marcas Lada, Moskvitch e Volga. A partir dos anos 90 começaram a ser importados carros modernos, europeus e asiáticos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.