José Martí

José Martí
José Martí

Dados biográficos de José Martí

José Julián Martí Pérez nasceu em Havana a 28 de Janeiro de 1853 e foi, sem dúvida, uma das figuras cimeiras do século XIX no continente americano. Considerado o Herói Nacional de Cuba, este grande homem, de elevados princípios e vocação latino-americana e internacionalista, possuía uma irreprochável conduta tanto pessoal como pública. José Martí foi um cubano de projecção universal que ultrapassou as fronteiras da sua época e se converteu no maior pensador político hispano-americano do século XIX. O seu ideário político e social transcendeu os limites da sua pátria e marcou pautas que conduziram a América Latina a sua “segunda independência”. Martí impulsionou, também, uma grande renovação dentro das letras hispânicas de fins do século XIX. Morreu em combate a 19 de Maio de 1895, em Dos Ríos e os seus restos descansam hoje no cemitério de Santa Ifigenia, na província de Santiago de Cuba.

José Martí e a organização da Guerra Necessária

José Martí chegou a Nova Iorque a 3 de Janeiro de 1880. Desde a sua chegada entabulou relações com importantes personalidades e patriotas que viriam a resultar decisivas para conseguir os seus almejados propósitos. Para o dia 9 do próprio mês foi nomeado vocal do Comité Revolucionário Cubano por acordo unânime. A partir daí começa uma intensa labor de propaganda e de unidade das forças revolucionárias no exterior. O jovem Martí foi convidado a dirigir a palavra aos patriotas emigrados e a 24 de Janeiro de 1880 pronunciou o seu primeiro discurso em Steck Hall. A sua profunda valoração do ocorrido na Guerra dos Dez Anos e suas emotivas palavras anunciando uma nova etapa revolucionária fizeram tremer àqueles que não tinham aceitado a paz sem a independência. O seu magnetismo e carisma pessoal apoderaram-se rapidamente dos corações de veteranos lutadores e dos jovens. A 26 de Março de 1880 assumiu Martí a alta responsabilidade de conduzir, na qualidade de presidente interino, o Comité Revolucionário Cubano e retornou a Nova Iorque a 10 de Agosto de 1881 com o objectivo fundamental de organizar a Guerra Necessária.

José Martí e o começo da Guerra Necessária

A 25 de Março de 1895 José Martí redigiu e assinou, junto ao General Máximo Gómez, o Manifesto de Montecristi. Este documento político de transcendência continental reitera os objectivos e propósitos do Partido Revolucionário Cubano para travar uma nova guerra contra o colonialismo espanhol até atingir a independência definitiva. Neste manuscrito exorta-se, além disso, a todos os elementos da sociedade cubana para que se incorporem ao combate. A 5 de Maio de 1895 Martí, junto ao General Gómez vão ao encontro do General Antonio Maceo, no engenho “La Mejorana”. Sobre a estratégia da guerra as três grandes figuras mantêm uma posição idêntica e também a decisão de organizar a invasão ao Ocidente. Maceo finalmente fica ao comando de todo o Oriente e Gómez e Martí continuaram rumo a Camagüey para estender a guerra para o Ocidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.