A história do turismo em Cuba

A história do turismo em Cuba
A história do turismo em Cuba

A história do turismo em Cuba e os seus inícios.

A história do turismo em Cuba como sector relevante dentro da economia cubana data da década de cinquenta do século XX, pelo que pode ser considerada como uma actividade nova na Ilha. Realmente começou a fluir a partir da etapa republicana em que as nossas situações comerciais dependiam em boa medida dos Estados Unidos e era este país o mercado principal. Cabe destacar então que os inícios da história da prática turística cubana estão associados directamente à máfia norte-americana radicada em Cuba, ao jogo, à prostituição e à venda de produtos ilegais, entre outras problemáticas sociais.

A etapa revolucionária na história do turismo em Cuba.

Já para 1959 a história do turismo em Cuba tomou outras dimensões. A Revolução Cubana encarregou-se de dar uma nova focalização à prática turística na Ilha, pois com as mudanças na estrutura económica da Ilha maior das Antilhas tomaram-se importantes medidas que modificavam os velhos modelos e práticas capitalistas. Desta forma nacionalizou-se o ramo turístico e foram erradicados os maus costumes de então. A imagem turística de Cuba ante o mundo foi modificada para mostrar agora as bondades naturais e sociais da Ilha. Em sentido geral estas e outras actividades foram encaminhadas a melhorar a vida dos cubanos e a entabular relações comerciais com o resto do mundo. O turismo cubano mostra-se agora ao mercado internacional com uma cara diferente à que tinha mostrado na década de 50 e aperfeiçoa as suas estratégias comerciais e optimiza os seus produtos e serviços. Depois da queda do bloco socialista o turismo serviu como principal sustento da economia cubana e mostrou o caminho que conduziria à sustentabilidade financeira e económica para o país.

Algumas problemáticas na história do turismo em Cuba.

Para a história do turismo em Cuba o bloqueio económico imposto pelos Estados Unidos contra a Ilha tem incidido de forma considerável. Em sentido geral, esta medida arbitrária começou a realizar estragos dentro da economia cubana e o turismo foi muito afectado. Nalguns momentos em vez de registrar crescimento registrava perdas, além de que o bloqueio proibiu aos turistas ingressar no nosso país e assim decresceu a taxa de visitas. A direcção do país com o apoio do povo adotou a decisão de criar empresas mistas com aqueles países que respeitassem nossa soberania e de maneira certa ofereceram-nos seu apoio. Desta forma cresceu aceleradamente a chegada de turistas ao nosso país. Este processo começou na década de 90 e em 1996 chegou a Cuba um milhão de turistas, o qual ofereceu a oportunidade à Ilha de converter-se num dos principais destinos turísticos do mundo e das Caraíbas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.