O Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano

A primeira edição do Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano de Havana
A primeira edição do Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano de Havana

Generalidades sobre o Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano

A primeira edição do Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano de Havana foi inaugurada oficialmente a 3 de dezembro de 1979. O seu fundador foi Alfredo Guevara, que no momento de seu falecimento, ocorrido na sexta-feira 19 de abril de 2013, detinha o cargo de presidente do evento. Este encontro competitivo e de intercâmbio sobre o cinema que se faz na América Latina celebra-se anualmente na Ilha no mês de dezembro e o prêmio que se entrega neste magno evento é o Grande Prêmio Coral, símbolo tomado dos grandes recifes de coral que abundam no Mar das Caraíbas. A fama do Festival, que se desenvolve em Havana, recai fundamentalmente na sua intenção de servir de plataforma àquelas produções que sofrem do anonimato internacional e por ser um dos festivais mais importantes do cinema latino-americano. Considerado como um dos principais eventos do cinema da América Latina, o Festival de Havana conta tradicionalmente com uma média aproximada de 500 mil visitantes a cada ano segundo estatísticas da organização.
O Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano e a sua importância
Desde a sua fundação, o Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano propôs-se reconhecer e difundir as obras cinematográficas que contribuam para o enriquecimento e reafirmação da identidade cultural latino-americana e das Caraíbas e a sua programação compreende, além disso, uma ampla e representativa mostra de cinema contemporâneo vindo do restante do mundo. Para a primeira edição deste evento do cinema foram convocados mais de 600 cineastas latino-americanos, reunidos pelo Instituto Cubano da Arte e Indústria Cinematográfica (ICAIC). O Festival de Havana materializou os sonhos dum grupo de destacados cineastas do continente, os quais deixaram reflectida a existência dum novo cinema latino-americano e a tarefa de trabalhar pelo incremento de sua difusão, sobre a base de objectivos ideológicos e culturais. A visão dos filmes ali apresentados, provenientes de vários países da América Latina permitiu aprofundar colectivamente, pela primeira vez, no ordenamento e coerência de pontos comuns e objetivos a ser atingidos com o novo cinema que estava nascendo.
Algumas edições do Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano
Na sua trigésima terceira edição, o Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano de Havana percorreu as principais salas de Cuba toda, sendo Matanzas a principal sede alterna. A inauguração do Festival, realizada no teatro havanense Karl Marx, começou com a exibição do filme “Un cuento chino”, do director argentino Sebastián Borensztein, e foram exibidos perto de 500 filmes de 46 nações. O Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano já completou a sua 35ª edição e as suas sedes habituais são as salas de cinema Acapulco, Payret, Rampa, Yara, Riviera, Charles Chaplin, 23 y 12, o multicinema Infanta, a Casa do Festival e a Sala Glauber Rocha, da Fundação do Novo Cinema Latino-americano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.