O Festival do Cinema Francês em Cuba

Festival do Cinema Francês em Cuba
Festival do Cinema Francês em Cuba

Aspectos gerais sobre o Festival do Cinema Francês em Cuba

Sem dúvida, o Festival do Cinema Francês em Cuba é um dos maiores eventos da sétima arte francesa de quantos são realizados fora da França. Organizado pelo Instituto Cubano da Arte e Indústria Cinematográfica (ICAIC), a Aliança Francesa, a Cinemateca de Cuba e o grupo francês Cinemania, este magno evento efectua-se anualmente no mês de junho e tem a sua sede em Havana, embora a sua programação se estenda a várias províncias de Cuba. Este festival cinematográfico é único do seu tipo no mundo e surgiu modestamente em 1996, com a projecção de um grupo de filmes que eram exibidos na sala de cinema Charles Chaplin da cinemateca cubana. Em média, este festival consegue reunir entre 60 mil e 100 mil espectadores, aproximadamente, em cada uma das edições anuais do evento e se tem convertido num tradicional estímulo para os amadores da cultura francesa e os cinéfilos cubanos.

Realidades do Festival do Cinema Francês em Cuba

Estas jornadas do Festival do Cinema Francês em Cuba convertem-se numa oportunidade única de aproximar o público da Ilha aos desafios estéticos e às expressões culturais autênticas duma das cinematografias de maior prestígio do mundo. Neste sentido a eleição de Cuba como sede do evento não se realiza por acaso, pois a Ilha é, se calhar, o país da região onde as pessoas mais gostam de cinema e as entidades francesas responsáveis pelo Festival reconhecem os cubanos como um dos seus públicos mais fiéis e entusiásticos deste lado do Atlântico. A esta consideração acrescenta-se o facto de poder contar, ao longo do país todo, com numerosas salas de cinema que possuem condições favoráveis para a exibição.

As particularidades do Festival do Cinema Francês em Cuba

Uma das atracções do Festival do Cinema Francês em Cuba é a diversidade da oferta. Não se trata somente dos filmes de autor pouco acessíveis mas no cartaz aparecem os melhores títulos da filmografia francesa dos últimos anos, avalizados na sua maioria pelo circuito de festivais cinematográficos da Europa. Inclui um leque inteiro de dramas, thrillers, comédias de época, filmes animados, documentários e curtos de ficção que testemunham a solidez do Cinema Francês nesse campo. Nutridas delegações de cineastas franceses, actores, actrizes, productores, directivos do instituto de cinema e de televisoras francesas chegam cada ano apoiando este evento. Outra atracção importante para o público são as amostras retrospectivas e homenagens a figuras relevantes da cinematografia desse país. Especial menção merece o ciclo Raízes negras da, 7ª edição, em 1999, integrado por filmes africanos e das Antilhas de fala francesa; as mostras de homenagem aos cineastas Jacques Demy, em 2008; Alan Resnais (2009) e à actriz Sandrine Bonaire (2011).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.