A cozinha cubana

A cozinha cubana
A cozinha cubana

A cozinha cubana e as suas generalidades

A cozinha cubana é o resultado duma feliz fusão entre os costumes culinários aborígines, espanhóis, africanos, caribenhos e chineses. Em sentido geral todas as receitas culinárias cubanas compartilham aquelas sabedorias da combinação entre as especiarias e as técnicas herdadas pelos nativos taínos, e posteriormente combinadas com a cozinha espanhola e africana, com certa influência caribenha em especiarias e sabores. A cozinha tradicional cubana constitui-se, como quase todos os aspectos culturais da Ilha, numa fusão de culturas e tradições. Os pratos mais populares são o feijão preto, os estufados e as carnes. Talvez, os dois exemplos mais identificadores da cozinha tradicional cubana sejam os “Moros y Cristianos” (arroz com feijão preto) e o “Congrí” (arroz com feijão encarnado). Tanto um como o outro utilizam muitos temperos diferentes, sendo uns dos mais comuns o alho.

A história da cozinha cubana

Do ponto de vista histórico no processo de conformação da cozinha cubana é notável ressaltar, em primeiro lugar, as marcantes influências dos escravos africanos que cultivavam nas plantações de cana-de-açúcar. Por outro lado, as plantações de tabaco foram habitadas fundamentalmente pelos camponeses espanhóis pobres provenientes das Ilhas Canárias. Na parte oriental da Ilha podiam ser encontradas também grandes quantidades de imigrantes franceses, haitianos e das Caraíbas, principalmente durante a Revolução Haitiana, bem como os trabalhadores eventuais para a safra da cana-de-açúcar, sobretudo espanhóis, durante a década de 1850. Toda esta diversidade cultural e étnica tornou possível que a cozinha cubana se convertesse em algo localmente tradicional.

Ingredientes fundamentais da cozinha cubana

Dentro da cozinha cubana é muito comum encontrar arroz, grãos, ovos, tomates, alface, frango, mandioca, carne e porco como ingredientes mais comuns. Com a chegada dos europeus os nativos cubanos colhiam tubérculos tais como mandioca, batata-doce e batata, bem como milho, abóbora e quiabo. Entre as frutas originarias da Ilha encontram-se a goiaba, a manga, o mamey, etc. Entre as especiarias mais importantes cabe destacar o pimento. A lista mais ampla pode ser encontrada na carne, já que era usual o consumo de espécies marinhas como tubarões, tartarugas e espécies de água doce como a tartaruga e a “biajaca”, bem como também grande quantidade de aves e répteis de grande tamanho como as iguanas e o crocodilo cubano. Os colonizadores espanhóis adotaram todos estes elementos e posteriormente se integraram à dieta cubana os legumes, o arroz, e os citrinos, tais como laranjas e limões, bem como o gado bovino e suíno. Os escravos africanos incorporaram alimentos africanos como o inhame, entre outros. O café é outro dos elementos destacados dentro das tradições culinárias cubanas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.