O começo das lutas pela independência

El comienzo de las luchas independentistas cubanas

O começo das lutas pela independência

Antecedentes para o começo das lutas pela independência
O começo das lutas pela independência cubana manifesta-se de forma demorada, pois a Ilha maior das Antilhas foi a última colónia espanhola importante na América a conseguir sua independência definitiva do jugo ibérico. A abolição das leis de escravidão propugnadas pela metrópole deparou-se com a oposição dos latifundiários cubanos. As discussões sobre as indenizações que deviam receber estes duma exausta metrópole consumida por guerras internas, inclinou as principais famílias a ver com bons olhos a incorporação aos estados escravistas do Sul dos Estados Unidos, enquanto pareciam entabular negociações para a venda da Ilha à União por 130 milhões de dólares. As negociações fracassaram, bem por patriotismo ou porque não interessava ao Sul dos EUA uma incorporação à União que proibisse definitivamente a escravidão, de acordo às mudanças de governo na Espanha.

Primeiros sinais do começo das lutas pela independência

O começo das lutas pela independência ou os primeiros sinais do sentimento independentista na Ilha vão estar representados pela vontade dalguns crioulos insulares, que pretendendo libertar-se do colonialismo espanhol, tentaram anexar a Ilha aos Estados do Sul dos Estados Unidos. Após fracassar esta tentativa, entre 1848 e 1851, para anexar a Ilha à União – e que foi impulsionada pelos principais latifundiários da Ilha, entre os quais se destacam José Aniceto Iznaga Borrell com os seus irmãos José Antonio e Antonio Abad e Narciso López, com o apoio do político sulista Jefferson Davis e do financeiro Vanderbilt – foi oferecido ao major Robert E. Lee a direção duma invasão à Ilha. Finalmente a invasão com mercenários recrutados da recente guerra entre México e os Estados Unidos foi desautorizada pelo governo de Washington, quem fez respeitar aos estados do Sul o tratado de neutralidade entre a Espanha e os Estados Unidos da América do Norte, de 1818. Perante a proibição, o major Robert E. Lee rechaçou a direcção, a qual foi assumida pelo próprio Narciso López.

A primeira invasão no começo das lutas pela independência

Narciso López teve um papel de protagonista no começo das lutas pela independência, pois uma vez que o major Robert E. Lee rechaçou a direcção da invasão a Cuba, ele mesmo foi o que levou adiante a tarefa da recolha das assinaturas e a preparação da primeira invasão a Cuba, em 1849, que foi financiada pela família Iznaga. A falta de apoio interno, devido a que a expedição era vista como uma invasão estrangeira, fez fracassar a expedição. Desta forma foram capturados todos os invasores, entre eles Narciso López que foi executado no garrote vil, pelo delito de traição. Diante do fracasso da invasão, a família Iznaga instalou-se em Nova Iorque e no Mississipi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.