A Art-decó em Cuba

A Art-decó em Cuba
A Art-decó em Cuba

A Art-decó em Cuba preparou o caminho para a entrada do ideal moderno.

A Art-decó é um estilo arquitectónico que surge depois da Primeira Guerra Mundial e que foi introduzido em Cuba no ano 1923. O seu processo de desenvolvimento na Ilha abrange até os anos 40 e chega a Cuba vinda dos Estados Unidos com a variante funcional do arranha-céu e a influência do racionalismo alemão representado pela figura de Mies van der Rohe e a Escola de Chicago. Por tal motivo, alguns estudiosos expõem que a Art-decó preparou o caminho para a entrada do ideal moderno em Cuba, e com ele aqueles estilos construtivos que se correspondem com os valores éticos, estéticos, formais e funcionais do racionalismo e a modernidade.

Características da Art-decó

As soluções formais da Art-decó em Cuba foram materializadas a partir de conceições puramente geométricas. Desta forma aparecem obras que tomam como base o triângulo isósceles e nas quais predomina o emprego da linha recta e o sentido vertical da composição. Estes princípios construtivos abrangem todos os planos e elementos da construção: pisos, telhados, portas, janelas, candeeiros, móveis e as fachadas. Outros elementos a destacar são a aparência volumétrica da construção e o emprego de elementos decorativos inspirados no africano e no asteca ou pré-colombiano.

A Art-decó e seus principais expoentes

A Art-decó em Cuba expressa-se também no desenho das moradias e oferece as mesmas comodidade e funcionalidade, o que para muitos estudiosos pode ser considerado como o antecedente do condomínio e a sua máxima expressão é o prédio López Serrano na rua 11 entre L y M no Vedado. Este edifício já incorpora adegas, lojas, açougue, cabelaria, barbearia, enfim, um conjunto de serviços que preparam o caminho para o aparecimento dos grandes prédios do Vedado moderno tais como o FOCSA, o Radio Centro e os chamados Retiros, entre os que se destaca o Retiro Médico. Outra das jóias da Art-decó cubano constitui, sem dúvida, o prédio Bacardí, que se encontra justamente atrás do Hotel Plaza em Havana Velha. Diferentemente do López Serrano que tinha como fim o de servir de habitação nomeadamente, o Bacardí possui uma função administrativa, o que demonstra a múltipla funcionalidade das soluções arquitectónicas deste estilo. A Art-decó foi eclipsando-se paulatinamente e já para a década de 50 chega-se à plena expressão do ideal moderno. Na sua etapa final aparecem obras com elementos modernos que alguns autores denominam de “monumental moderno”, mas não são mais do que expressões Art-decó influídas pela arquitectura fascista e o Brutalismo. Dentro destas obras destacam o Hospital Maternidad Obrera, o prédio das ruas San Lázaro e Soledad e a Grande Loja de Cuba de A.L. e A.M. na avenida Carlos III e Belascoaín.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentários são processados ​​.